Pular para o conteúdo principal

Agricultores fecham rota da soja no Pará em ato contra áreas de proteção

Em protesto contra uma medida provisória editada pelo governo, agricultores de Novo Progresso (PA) fecharam a BR-163 no km 313, rota da soja para portos do Norte do país.
A via, que liga Cuiabá (MT) a Santarém (PA), já tinha ficado fechada em fevereiro por causa de atoleiros formados na região devido às chuvas, falta de conservação e aumento de tráfego, causando prejuízos bilionários para aos produtores rurais.
Foto: Divulgação/PRF

Os agricultores protestam contra a Medida Provisória 756, que foi editada para permitir que uma ferrovia ligando o Mato Grosso ao Pará, a Ferrogrão, seja construída. A via passa por áreas de conservação na região do Jamanxin (PA), e a medida retirava a proteção de áreas por onde ela vai passar.

Mas a MP enviada ao Congresso tornou protegidas outras áreas que não pertenciam a florestas ou áreas de proteção, onde agricultores já estavam fazendo plantação e pecuária, segundo Nery Prazeres, ex-prefeito de Novo Progresso.

Produtores e políticos da região estão tentando evitar que novas áreas na cidade sejam protegidas em negociações no Congresso Nacional, onde a MP está em tramitação.
De acordo com Ricardo Denadai, produtor rural da região, o protesto deverá continuar até a votação final da medida provisória -o prazo é até o final de maio.

Eram esperadas para esse ano mais de 8 milhões de toneladas de soja nos terminais portuários da região, devido aos custos cerca de 30% menores em relação ao envio para outros portos. Mas o fechamento da via pode reduzir essa quantidade.

De acordo com Denadai, os caminhoneiros vão receber alimentação durante o período de fechamento da estrada. Ele reclamou que o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), órgão de proteção áreas ambientais, já está fazendo operações para retirar agricultores de novas áreas protegidas após a MP antes mesmo da decisão do Congresso ser definitiva.

"Tem gente plantando há 30 anos nessas áreas. Não queremos prejudicar a logística do país. Mas não pode prejudicar as pessoas", afirmou Denadai.

Fonte: (Folhapress)

Mais visualizadas

Operação prende responsáveis por assaltos a bancos no Pará

Até o fim da manhã desta terça-feira (28), dez pessoas já haviam sido presas e uma arma de fogo foi apreendida na operação "Cruz de Malta", que cumpre 14 mandados de prisão preventiva de pessoas acusadas de envolvimento em assaltos a banco, no interior do Estado. Realizada pelas Polícias Civil e Militar, e o Ministério Público do Estado, a operação é realizada na região metropolitana de Belém, e nos municípios de Concórdia do Pará, Castanhal, Santa Izabel do Pará e Moju. Entre os crimes cometidos pelo grupo está o assalto a um banco no município de Nova Esperança do Piriá em 26 de janeiro deste ano. Na época, uma testemunha afirmou que houve vários disparos em frente ao banco.

RURÓPOLIS: PRIMEIRO CASO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA É REGISTRADO PELA POLÍCIA CIVIL NA SEMANA ALUSIVA AO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Segundo o delegado de Polícia Civil de Rurópolis, Dr., Ariosnaldo da Silva Vital Filho, no início desta semana, onde se comemora o dia internacional da mulher, foi registrado um caso de violência doméstica. No final da tarde deste domingo, (05), policiais militares prenderam em flagrante delito o nacional FRANCISCO DE ASSIS LEITE, 29 anos, natural de Sobradinho/BA., atualmente residindo no bairro Centro, no município de Rurópolis/PA  por prática de crime de lesão corporal e ameaça contra a sua companheira de nome FABIANA DA CONCEIÇÃO SANTOS e sua filha menor de 4 anos de idade.

Dois garimpeiros morreram soterrados no garimpo do Sudário, na região do Marupá

Dois garimpeiros morreram soterrados neste domingo, 22 de maio, no Garimpo Sudário, próximo ao distrito de Crepurizão, município de Itaituba, sudoeste do estado. Segundo informações repassadas a nossa equipe de reportagem por uma moradora da região, o fato aconteceu por volta de 12hs no Garimpo Sudário região do Marupá, próximo ao distrito de Crepurizão. Os dois garimpeiros estavam trabalhando no garimpo, quando aconteceu o acidente; um barranco desmoronou caindo em cima dos dois garimpeiros, deixando-os soterrados. Colegas de trabalho perceberam o acidente e se mobilizaram para retirar os dois de baixo da terra, porém quando conseguiram já estavam mortos.

Rurópolis: Bandidos seguiram pela vicinal da cachoeira e levaram muitos reféns

Após realizarem o assalto, os bandidos seguiram em direção a Itaituba em dois veículos, um Gol e uma Hilux, o bando carregou muitos reféns nos carros fazendo um escudo humano, mas um GU do Tático e policiais Militares fecharam a estrada de Itaituba obrigando os bandidos a retornarem para Rurópolis. O bando rodou dentro da cidade de Rurópolis disparando muitos tiros e deixando a população desesperada.

PLANTÃO RURÓPOLIS EM FOCO: QUATRO ASSALTANTES DO BASA DE RURÓPOLIS SÃO MORTOS PELA POLÍCIA

O delegado Vicente Ferreira Gomes disse que, na madrugada de hoje (18), o bando foi visto pelos policiais e  aconteceu o primeiro confronto armado. 
Apesar do intenso tiroteio, os bandidos conseguiram escapar, mas, poucas horas depois, por volta do meio-dia, houve um novo embate, quando os bandidos acabaram sofrendo quatro baixas.

Continua a caça aos assaltantes do Basa de Rurópolis

Cansaço força bandidos a abandonarem roupas, armamentos e munição. O Comando de Operações Especiais (COE), da PM, retornou de mais uma etapa da operação de busca e captura dos bandidos que assaltaram a agência do Banco da Amazônia em Rurópolis. Durante a caçada, os PMS encontraram mais uma escopeta calibre .12 de repetição, uma cartucheira e vários embornais de cartuchos calibre .12. Segundo o comando da PM, os bandidos estão tentando se livrar do peso para terem mais mobilidade, mas estão já debilitados pelo cansaço. Também estão de bermudas, sem camisa e descalços, o que, tecnicamente, pode contribuir para "minar" a resistência do bando.